Acessar versão desktop

MODA

ACESSÓRIO

BEAUTÉ

LIFESTYLE

BLOGS

MARGOT STREET

5 tendências que não consigo parar de usar

27 / 04/ 2017

 By Nicole Dias

Assim como a cada hora eu tenho uma música ou série favorita do momento, quando o assunto é “o que vestir” a coisa não muda de figura. A cada mês tenho algumas coisas favoritas e outras que acabo deixando de lado. Vem ver quais são as 5 coisas que se tornaram praticamente o meu uniforme nos últimos tempos!

 

Tênis Barth Shoes: não adianta eu ter uma porção de sapatilhas, alpargatas e rasteirinhas em casa – ultimamente eu só tenho andado de tênis. Por muito tempo um Adidas Superstar bem clássico praticamente não saiu dos meus pés. Porém, agora estou viciada em um pretinho básico da Barth Shoes. Além de ser superconfortável, ele tem um estilo bem street, que eu amo. Combina com tudo e eu mal posso esperar para usar no inverno com meia-calça.

 

Pisa na barata, mata essa barata. @looksdevdd #LOOKSdeVDD

Uma publicação compartilhada por Nicole Dias (@nicolesdias) em

 

Coisas amarradas na cintura: com esses dias que começam frios, ficam quentes e terminam frios de novo, ter um casaquinho ou jaqueta à mão é sempre bem-vindo. Por isso que eu sempre tenho alguma coisa amarrada na cintura, tanto para me proteger em caso de queda de temperatura como para manter aquela terceira peça que deixa o look mais TCHANS. Amarro até casaquinho de lã na cintura, nem ligo.

 

Respira fundo! Pela frente ainda tem muito mundo 🌎 #looksdevdd

Uma publicação compartilhada por Nicole Dias (@nicolesdias) em

 

Calças mom jeans: eu sempre achei lindos aqueles looks estilo Pinterest com calças mom jeans + camiseta, mas achava que essa calça não ia ficar bem no meu corpo, deixaria a bunda achatada, enfim. Então resolvi experimentar na Renner e foi só amor. Além de ser bem estilosa, essa calça ainda dá aquela marcada na cintura, deixando o shape bem bonito. Já quero usar o tempo todo, com todo tipo de blusa e calçado. Vício.

 

Carinha de quem teve que acordar cedo depois de um feriadão de cochilos infinitos. Vamo que essa semana é curta de novo 👊🏻

Uma publicação compartilhada por Nicole Dias (@nicolesdias) em

 

Brincos pequenos: sou meio avessa a acessórios e sempre vou tirando todos que coloco à medida que o dia passa. Ou seja, chego no trabalho com colares e pulseiras, termino o dia sem nada. Isso não acontece com os brincos pequenos. Como eles não fazem barulho, pesam ou prendem no cabelo, uso o dia inteiro sem notar que tem algo ali. Amo os com brilhozinhos ou que são umas pérolas (fake). Argolas bem pequenininhas também entram na lista.

 

Oi

Uma publicação compartilhada por Nicole Dias (@nicolesdias) em

 

Meias divertidas: amo meias. Elas custam barato e são úteis – uma hora ou outra eu vou acabar usando, então nunca é demais. A Forever 21 sempre tem umas meias lindas, com pizza, gatos, etc. A Renner tem opções bem legais na parte masculina (na feminina é sempre tudo rosinha demais, sabe?).

 

Gasto mais do que deveria com meias

Uma publicação compartilhada por Nicole Dias (@nicolesdias) em

 

De momento essas são minhas 5 paixões. E as de vocês? ♥ Me contem se gostam de posts desse tipo, que daí eu posso indicar 5 queridinhos de diferentes categorias.

 

Me achem nas redes sociais, vamos trocar ideia:

Facebook e Instagram

Beijocas!

 

O que aconteceu quando fiquei um dia inteiro sem maquiagem

20 / 04/ 2017

 By Nicole Dias

Tem dias que eu acordo e sinto que sou uma participante de RuPaul Drag’s Race: me maquio aos montes e por detalhe não colo uns cílios postiços. Por outro lado, tem dias que mal penteio o cabelo e dou apenas uma tapeada com base no rosto. O fato é que raramente eu saio sem maquiagem de casa, pelo menos um corretivinho/lip balm eu passo, mesmo que seja para ir rapidinho pagar uma conta. Até que esses dias chamei minha preguiça de “experimento social” e resolvi encarar todas as atividades de um dia sem passar nada na cara – fora os produtos de rotina que eu já uso (e vou fazer um post sobre isso em breve).

 

É muito difícil ser princesa gótica no verão

Uma publicação compartilhada por Nicole Dias (@nicolesdias) em

Eu em um dia normal.

 

De cara lavada eu peguei ônibus, fui até o trabalho, trabalhei, almocei com colegas e ainda fui para o cursinho de idiomas de noite. Interagi com inúmeras pessoas, de todas as idades, amigas, conhecidas ou simples companheiros de transporte público.

 

E sabem o que me aconteceu?

 

Isso mesmo, absolutamente nada. Ok, tirando a parte que minha professora perguntou se eu estava triste – mas esse foi apenas um detalhe que pode nem estar relacionado com a minha face pelada, e sim por eu estar mais quieta, sei lá. Fora isso, ninguém comentou nadinha sobre minha ausência de maquiagem.

 

Oi

Uma publicação compartilhada por Nicole Dias (@nicolesdias) em

Eu em um dia que passei iluminador até por cima do batom

 

Esse fato me deixou pensando… Eu sou tão consciente dos meus próprios “defeitos” que pensava que as pessoas observariam com horror o meu nariz vermelho, as olheiras, as manchas de sol perto de olho ou o melasma que mais parece um bigode logo embaixo do meu nariz. Eu conheço cada pedaço feio do meu rosto e imaginei que essas pequenas coisas fossem bastante óbvias e totalmente visíveis aos olhos dos outros. Me enganei.

 

Sobre o melhor Ano Novo que está por vir: o bar foi pra dentro da banheira #mibuenosairesquerido #argentina50graus #cabodevassoura

Uma publicação compartilhada por Nicole Dias (@nicolesdias) em

Uma das minhas poucas fotos sem maquiagem (mas com filtro)

 

Enquanto a gente acha que as pessoas estão rindo da nossa mancha que parece um bigode, elas podem estar pensando que a cor do nosso olho fica linda quando bate no sol ou que bacana que está nosso cabelo daquele jeito bagunçado. Ou podem nem estar dando atenção alguma pra isso – porque nós temos essa mania de achar que os outros estão notando ou pensando na gente o tempo todo quando na verdade não dão a mínima e estão apenas tocando suas próprias vidas.

 

Seja com a cara pintada feito uma maravilhosa drag queen ou com todas as pintinhas à mostra e sobrancelha falhada, a lição que tiramos disso é que o que importa mesmo é a gente se sentir bem. Eu sei que estar maquiada me deixa mais confiante, então é isso que continuarei fazendo. Mas não é o meu nariz vermelho que vai me impedir de sair sem nada se algum dia desses eu me sentir a fim.

 

Partiu ser feliz com ou sem make?

 

5 produtos de beleza para você experimentar em abril

31 / 03/ 2017

 By Nicole Dias

Um tempo atrás eu contei aqui no Fashionick sobre a minha experiência não tão positiva com uma máscara facial que comprei pela internet – clica aqui pra ver o post. Foi desastrosa, pra não dizer “a pior de todas que já me aconteceram nessa vida”.

 

Bem, pra fazer diferente, dessa vez minha ideia é mostrar coisas que eu experimentei e que deram mega certo! Produtos que são daquele jeito que eu gosto: acessíveis e que cumprem o que prometem. Como não curtir?

 

Escolhi itens de beleza, cosméticos e maquiagens, ok? Então ok. Confere aí a minha seleção de produtinhos e aproveita que um novo mês tá chegando aí pra já investir nessas novidades já!

 

achados de beleza

 

1. Água Micelar L’Oréal Paris: confesso que fui atrás dessa água depois que algumas colegas de trabalho fizeram propaganda sobre a eficiência e ~milagrosidade~ do produto. A promessa é ser praticamente um “tudo em um”: purifica, limpa, suaviza, demaquila, reequilibra. Fui meio sem expectativa mas tenho curtido bastante. Funciona lindamente pra tirar a maquiagem dos olhos, e não fica melequento ou ardido como outros demaquilantes. Gosto de passar também depois do adstringente. Parece que dá uma bela aliviada na pele. Preço: comprei na Panvel por R$29,90.

 

2. Batom Líquido Matte Koloss: um tempo atrás eu ganhei um batom líquido da Tracta e não consegui me adaptar. Ele ficava esquisito na boca e a própria aplicação era difícil. Mas depois que experimentei os da Koloss eu mudei de ideia. A durabilidade é boa e a cor Carinhosa, que é minha queridinha do momento, é discreta e chique, linda pro dia a dia. Só tenho usado esse batom nos últimos tempos. Preço: média de R$25 reais (eu paguei R$28 em uma lojinha perto da minha casa).

 

3. Água de banho Baunilha de Madagascar Boticário: nunca fui a maior fã dos cheiros mais adocicados, mas esse ganhou meu coração. Toda essa linha de Baunilha de Madagascar, na realidade, é boa. Mandou bem, Boticário! ♥ Já testei o hidratante e o açúcar de banho, que são incríveis, mas essa água perfumada é o verdadeiro must have. A fixação é bem ok e é um cheiro suave sem ser enjoativo. Uso praticamente todos os dias e amo passar depois do banho – parece que dá uma prolongada na sensação de limpeza, sei lá. Preço: R$69,90.

 

4. Shampoo L’Oréal Elseve Light-Poo: faz tempo que vejo blogueiras postando sobre light poo, no poo e afins. A ideia desses itens de cabelo é trazer nada (ou quase nada) de ingredientes químicos na fórmula, especialmente sulfatos e petrolatos. Isso, por si só, já é bem legal. Mas o que eu amei de verdade nesse Elseve é que ele é “tudo em um”: lava, condiciona e modela em um uso só. Ótimo para aqueles dias em que o cara acorda atrasado mas não tem condições de sair de casa sem lavar os cabelos (tipo eu, quase todos os dias). Comprei na Panvel por R$39,90, mas falaram que no Zaffari é mais barato. Pesquisem.

 

5. Máscara SOS Bomba de Vitaminas Salon Line: mais uma marca que resolvi conhecer por causa de propagandas intensas feitas por uma amiga minha. O pote dessa máscara de hidratação é gigante – 500g! – e com um preço superacessível. Testei o produto depois de lavar o cabelo com o Light Poo e apliquei conforme as instruções: massagear as mechas separadamente e deixar agir por alguns minutos. Depois que enxaguei e sequei com secador, parece que meu cabelo praticamente DERRETEU, sabe como? Ficou todo macio, sem frizz e com um cheiro incrível, que durou o dia todo. Muito, muito amor. Tô louca pra experimentar os outros produtinhos dessa marca, vi que a linha é bem grande. Preço: R$16,90 na Panvel.

 

Ah! Vi na internet algumas meninas falando que esse produto fez os cabelos caírem. Acho que vale experimentar e ver qual tipo de reação você têm, hein? Pra mim tá tudo lindo e maravilhoso. Lembrando que hidratar DEMAIS o cabelo pode ser mais prejudicial do que benéfico.

 

Vocês já testaram algum desses produtos? Contem pra mim aqui nos comentários! Vamos trocar figurinhas! Beijo e até o próximo post!

Looks de verdade para você seguir no instagram

27 / 03/ 2017

 By Nicole Dias

Eu passo bastante tempo no Pinterest e no Instagram, e confesso que já fiquei um pouco boladona por causa dos looks inspiradores que vi por essas redes. Se por um lado algumas produções de blogueiras são lindas e eu adoraria usá-las tipo AGORA MESMO, outras são totalmente fora da minha realidade, uma vez que eu:

 

• Trabalho;

 

• Ando de ônibus;

 

• Caminho pela cidade;

 

• Não tenho condições de comprar uma calça de 800 reais (nem de 500, nem de 300);

 

• Não uso salto alto nunquinha;

 

• Não fico ganhando roupas das marcas pra nunca precisar repetir nenhuma peça nessa vida.

 

Então alguns dias atrás, conversando com colegas de trabalho, percebi que todas nós tínhamos esse sentimento: o fato de adorar ver o que as outras pessoas vestem + a frustração por causa que essas roupas nem sempre são “usáveis” no nosso cotidiano.

 

Foi aí que veio o estalo: que tal mostrar na internet os looks que são vestidos por pessoas de verdade? E se essas pessoas forem… Bem… Nós mesmas? Trabalhadoras, donas de casa, estudantes, se virando em mil pra dar conta da pauta e ainda não borrar a maquiagem?

 

Como vocês podem imaginar, topo mundo topou e então o mundo foi agraciado com esse novo projeto, o Looks de VDD. ♥ Yey!

 

Sete mulheres de diferentes estilos, mostrando todos os dias que é possível se vestir de uma forma legal, moderna, prática e confortável. Como não amar?

 

 

De brinde, trouxe mais 3 motivos para vocês seguirem o Instagram e o Facebook do Looks de VDD hoje mesmo:

 

1. Todos os tipos físicos são contemplados. Ao contrário de muitos perfis que só mostram propostas para mulheres altas e magras (estilo modelo), o #looksdevdd traz opções para meninas com menos de 1,60, meninas plus size, meninas com curvas, meninas bem magrinhas… Todo mundo incluído!

 

 
2. Tem ideias para todos os bolsos. De peças de marca às garimpadas nos brechós e grandes lojas de fast fashion, tem de tudo. Porque essa é uma das belezas que a brincadeira com a moda permite: combinar o caro com o barato e montar uma coisa linda e ÚNICA!
 

3. As inspirações são diárias. Como são sete mulheres participantes do projeto, cada dia uma é responsável por postar um look de verdade, diferente e lindo do seu jeito. O meu dia é sexta-feira, então sou eu que apareço por lá mostrando o que escolhi para encarar meus compromissos.

 

 

Gostaram da ideia? Então tô esperando todos vocês curtindo e comentando lá no instagram.com/looksdevdd E quero ver os looks de vocês também! Postem utilizando a hashtag #looksdevdd! Vamos amar ficar de olho. Até a próxima!

Onde comprar camisetas legais?

13 / 03/ 2017

 By Nicole Dias

Se tem uma peça de roupa que eu gosto de usar, essa peça é uma boa e velha camiseta. Vai bem com todas as outras roupas e vai do look mais despojado ao arrumadinho com a simples adição dos acessórios certos. Como o meu ambiente de trabalho é bem informal, costumo usar camisetas frequentemente – e tenho uma adoração pelas mais diferentonas ou com mensagens divertidas.

 

Aqui vai uma lista das lojas que mais curto e que tem opções bem legais. São peças de qualidade, que não encolhem ou desbotam, e que trazem estampas e frases bem descoladex. Confere aí:

 

1. Chico Rei: pensa em uma peça que você pode usar, lavar, usar, lavar, e ela continua bonita como se fosse nova. É assim a minha relação com as camisetas da Chico Rei. Além da qualidade, há uma variedade grande de estampas legais, dentro de temáticas que vão de cinema e séries até comida, positividade e design. Fica de olho na página do Facebook porque quase sempre tem promoção de desconto ou frete promocional.

 

 

2. Vandal: amor verdadeiro, amor eterno. Tenho várias camisetas da Vandal e as pessoas sempre perguntam de onde são. O diferencial desse e-commerce é valorizar artistas que criam estampas incríveis e permitir que as pessoas vistam a camiseta que elas quiserem. Por isso, é possível publicar lá uma estampa criada por você mesmo ou comprar de outros artistas. É lá que estão as opções mais bacanas, de Inês Brasil até declaração de amor à catuaba (que possivelmente será minha próxima aquisição).

 

Meu look de hoje é uma representação bem realista de tudo de 2016 nos trouxe. #strangerthings #bagulhossinistros #muitatreta

Uma publicação compartilhada por Nicole Dias (@nicolesdias) em

 

3. Renner: sim, as lojas de fast fashion estão bem atualizadas com as tendências, e não faltam opções de camisetas legais nas araras. Na Renner eu sempre procuro dar aquela conferida na ala masculina. As camisetas mais divertidas estão por lá – e geralmente custam menos que as femininas, por algum motivo que desconheço.

 

Minha camiseta nova é top. Mesmo. 🔝

Uma publicação compartilhada por Nicole Dias (@nicolesdias) em

 

4. Sislla: sabe aquelas peças que as “Tumblr Girls” usam? Estão na Sislla. Seja uma blusinha com texto atrevido ou um maiô poderoso, tem de tudo. Preciso confessar que já tô de olho comprido pros moletons que tem por lá. Ah! A entrega deles é um detalhe à parte: as peças vêm embaladinhas em um papel de seda e com um bilhetinho escrito à mão! Essas pequenas coisas fazem a diferença pra mim.

 

 

5. Riachuelo: ultimamente eu tenho amado muito as roupas da Riachuelo. Eles têm umas peças básicas com precinho ótimo. É preciso ter muito autocontrole para não sair com a loja inteira debaixo do braço – por sorte ainda não tem loja virtual Riachuelo, senão acho que eu estaria em apuros. Pra quem curte Mario Bros, é a coleção do momento por lá, tanto em roupas como itens para casa (toalha, fronha e muito mais).

 

Tanta internet, tão pouco tempo

Uma publicação compartilhada por Nicole Dias (@nicolesdias) em

 

Se você prestar atenção nos principais portais de moda internacionais, vai notar que as camisetas divertidas estão tomando conta dos looks das fashionistas. Bora aproveitar e usar nossas t-shirts como se não houvesse amanhã.

Testei 3 penteados do Pinterest e olha no que deu

16 / 02/ 2017

 By Nicole Dias

No meu dia a dia eu não tenho muito tempo ou disposição para fazer grandes produções. Quando vou trabalhar, eu já separo minha roupa e as coisas da bolsa no dia anterior, faço uma maquiagem the flash e tenho dois jeitos usuais de deixar meu cabelo: ou solto, ou preso. Há uma terceira variação com a franja presa com grampos, usada em situações de bad hair day.

penteados-do-pinterest-01

Confesso que tenho bastante admiração por pessoas que fazem escova, tranças perfeitas e produções especiais no cabelo. Eu simplesmente acho que não levo jeito.

 

Foi então que esses dias, navegando pelo Pinterest, tive aquele estalo: por que não testar esses penteados que supostamente são tão fáceis e levam menos que 5 minutos?

 

Aproveitando que estou em período de férias e, assim, com mais momentos livres, selecionei 3 tutoriais que achei os mais fáceis entre os mais fáceis, levando em consideração que:

 

1. eu mal e mal sei separar o meu cabelo ao meio
2. meu cabelo é relativamente curto e volumoso
3. eu não queria ter que fazer babyliss ou outra coisa do tipo.

 

Achei 3 boas ideias e munida de grampos, muitos grampos, resolvi encarar o desafio. Vamos ver como me saí?

 

Penteado 1: tutorial de 2 minutos

penteados-do-pinterest-06

Foto do penteado original e link para o tutorial aqui!

 

Primeira impressão: achei bonito, romântico e teoricamente muuuuito simples. De acordo com a blogueira, bastava colocar a faixa na cabeça, como uma coroa, enrolar os cabelos e enfiá-los pra dentro do elástico.

 

Resultado: o meu cabelo é mais curto que o da moça, e também é todo repicado. Ou seja, a cada três mexas de cabelo que ficavam presas no elástico, uma saltava pra fora. Foi um exercício de paciência e eu tive que recomeçar do zero umas quatro vezes até ficar satisfeita. Mas no final das contas eu achei que ficou bem elegante e até penso em usar em alguma festa de formatura – com o auxílio de grampos e um laquê poderoso, pra dar aquela segurada. APROVADO 100%!

penteados-do-pinterest-03

 

Penteado 2: coque torcido fácil

penteados-do-pinterest-04

Foto do penteado original e link para o tutorial aqui!

 

Primeira impressão: amo a ideia dos coques torcidos do Pinterest. Basta pegar o cabelo de qualquer jeito, prender com simplicidade e, de alguma forma, no final a moça parece uma executiva de sucesso que passou no salão para arrumar as madeixas. Acho bonito, acho chique.

 

Resultado: a dificuldade já começou na parte de ter que separar o cabelo no meio. Como não uso um penteado repartido, essa linha não é natural no meu couro cabeludo, então tenho que ir dividindo com o pente e tal, uma função. Mas tirando esse detalhe, achei bem fácil de fazer, além de ser uma opção fresquinha para os dias de 40 graus do verão. Olhando de frente parece a mesma Nicole de sempre, mas atrás até que ficou legal, e com mais tempo e capricho ficaria bem apresentável. Para as meninas de cabelo mais comprido deve ficar ótimo. APROVADO.

penteados-do-pinterest-02

Penteado 3: meia coroa com tranças

penteados-do-pinterest-07

Foto do penteado original e link para o tutorial aqui!

 

Primeira impressão: quando eu vi as tranças já dei aquela sofridinha de leve – acho lindo, mas sou bem perdida na hora de fazê-las. Meu sonho é saber fazer em mim mesma aquelas boxer braids, que acho LINDAS! Já tentei e tudo, mas desisti no começo, logo que meus braços começaram a ficar doloridos hahahaha. Mas ao meu ver as tranças desse tutorial pareciam mais simples, então achei promissor.

 

Resultado: apesar do nível de dificuldade baixo desse tutorial, acabei pegando umas mexas supergrossas e minhas tranças não ficaram na forma que imaginei. Também não tive um ótimo desempenho na hora de prender uma com a outra na parte de trás da cabeça. Em minha própria defesa, posso dizer que era o terceiro penteado do dia e minhas energias cabelísticas já estavam esgotando. No entanto, é uma opção que deve ficar linda em um cabelo com ondas, meio Gisele Maravilhosa Bündchen. Resultado? MELHOR TENTAR DE NOVO, Nicole.

penteados-do-pinterest-05

Apesar de eu ter levado bem mais que 5 minutos para cada uma dessas produções, confesso que fiquei animada com as possibilidades. Quem sabe daqui pra frente eu separo um pouquinho mais de tempo para tentar algo diferente na cabeleira?

 

Fotos: arquivo pessoal e Pinterest

Testando produtos da China: o dia em que quase arranquei meu rosto fora

08 / 02/ 2017

 By Nicole Dias

Eu adoro testar produtinhos de beleza diferentes, tanto aqueles que minhas amigas indicam quanto outros que vejo por aí, pelas revistas ou na internet. Foi por causa de indicações que fiquei muito encantada, por exemplo, pela milagrosa água micelar (tem mil e uma funções!) ou por um repelente infantil (o cheirinho é uma delícia). É sempre ótimo testar um produto e ver que ele realmente funciona. E só o fato de poder experimentar alguma coisa nova já é superlegal. Porém, no post de hoje eu vou contar sobre o dia em que resolvi testar um produto e quase me dei mal.

 

Tudo aconteceu alguns meses atrás. Fiquei muito feliz quando fui a uma loja de cosméticos e, na hora de pagar, encontrei no balcão alguns sachês de uma máscara facial chinesa que eu já havia visto várias vezes pelas webs. Custava uns seis reais. O que são 6 reais pra quem já estava gastando uns 30? Isso mesmo, nada. Então comprei.

testando-produtos-da-china-02

Na verdade, apesar da promessa que essa máscara tem de remover as impurezas da pele e facilitar na remoção dos cravinhos, talvez ela tenha se tornado famosa pelos motivos errados. Aposto que vocês já viram vídeos de pessoas que aplicam o produto na cara e fazem um verdadeiro escândalo para tirar, com direito a gritos potentes e bastante sofrimento. Se vocês não viram, aqui está a oportunidade:

 

 

Porém, sabemos que nem sempre se pode acreditar em tudo o que vemos na internet, não é mesmo? E na esperança de deixar meu rosto liso como uma bundinha de nenê, resolvi que seria excelente experimentar essa máscara.

 

Então na noite seguinte decidi fazer o meu Dia de Princesa caseiro: coloquei pra tocar meu álbum favorito do Roupa Nova, apliquei uma ampola hidratante no cabelo e fiz os preparativos para a máscara xing ling. Durante o banho lavei meu rosto com um sabonete específico pra pele, que uso diariamente. Sequei de leve com a toalha e não apliquei mais nada depois – afinal, queria deixar minha cara preparada para receber com todas as honras a tal da máscara.

 

Quase tremendo de empolgação, abri o sachê do produto e tive duas surpresas iniciais: o cheiro era estranho e a textura era mais estranha ainda. Pensei: isso deve ser bom demais, cara! Com o dedo, apliquei a mistura preta e pastosa no rosto inteiro, deixando uma pequena distância da área dos olhos. Fiquei assim:

testando-produtos-da-china

Aos poucos a máscara começou a secar e repuxar o meu rosto. Até esse momento estava tudo tranquilo. Então, meus amigos, veio a hora de tirar a parada. Foi aí que o bicho pegou. Lembram daquele vídeo ali de cima, da menina tirando a máscara e chorando? Ela poderia ser eu. Porque sim, FOI EXATAMENTE O QUE ACONTECEU. Parece que o negócio estava colado na minha pele de uma forma irreversível.

 

Quando eu puxava uma pontinha ia todo o meu rosto junto. Todas as estratégias de remoção que eu tentava eram doloridas: de baixo pra cima, puxando pequenos pedaços, rápido como uma depilação, etc. Lágrimas silenciosas rolavam pela minha face, já que minha família estava dormindo e eu não queria que ninguém tivesse que chamar a SAMU por causa de berros de dor.

 

Demorou, foi horrível, foi um pesadelo, mas enfim consegui remover praticamente toda a máscara e finalizei o serviço apelando pra uma aguinha morna, que tratou de levar embora os últimos resquícios. No final das contas, estava com a cara toda vermelha – mas a diaba estava, sim, lisinha feito um pêssego.

testando-produtos-da-china-01

Podemos dizer que esse é um produto que cumpre o que promete, o que é ótimo. No entanto, há doses cavalares de sofrimento no processo. Vale à pena? Isso eu deixo pra vocês decidirem. Quanto a mim, a partir de agora só vou ter coragem o bastante de aplicar esse negócio nos cravinhos do nariz – E OLHEM LÁ!

 

Obs: quem tiver interesse em testar essa máscara, vi pra vender com precinho ótimo no AliExpress – espiem aqui.

Deixei minha mãe montar meus looks por 5 dias

03 / 02/ 2017

 By Nicole Dias

Como estou focada no projeto Pare de comprar, Nicole (já falei dele aqui), preciso dar mais atenção para o meu guarda-roupa e tudo que eu já tenho. Um novo olhar sobre as peças e formas de combinar é uma ótima forma de dar vida nova para as roupas, e nada melhor do que trazer alguém de fora para ajudar nisso.

 

Foi assim que tive a ideia de pedir para ninguém menos que minha mãe para escolher meus looks durante cinco dias e chamei essa nova empreitada de “Deixei minha mãe montar meus looks por 5 dias”.

 

Confesso que no começo fiquei um pouco receosa. Minha mãe ama roupas coloridas. Combina short bordô com blusinha rosa, tem um casaco com todas as cores do arco-íris, etc. Eu, por outro lado, me visto basicamente de cinza, branco e preto. Então temi pelas improváveis combinações que poderiam vir por aí.

 

Por sorte, devido a algumas limpas e recentes doações feitas, no meu guarda-roupa estão as peças que realmente uso, com poucas coisas que eu não gostaria muito de vestir. Tenho muitas roupas bem básicas, pra falar a verdade. Então talvez o desafio nem tenha sido tãããão complicado assim. Veremos.

 

Coloquei algumas regras no projeto:

 

– respeitar a previsão do tempo: nada de casacos ou camisas compridas em dias de temperatura beirando os 30 graus.
– ter em mente que são roupas para usar no trabalho: então shortinhos e blusinhas com decote foram vetados.
– lembrar que eu ando de ônibus/ a pé todos os dias: coloquei isso como uma das regras pensando em sapatos confortáveis, mas na verdade eu sequer tenho coisas com salto, então nem precisei me preocupar.

 

Vamos ver como foi que a Dona Suzi se saiu?

 

Dia 1: vestido bordô + tênis branco

Deixei-minha-mae-montar-meus-looks-por-5-dias-dia1

Comentários da minha mãe: eu achei lindo. Adoro quando tu usa vestido, ainda mais com um pouco de cor.

 

O que eu achei: Sou suspeita pra falar porque amo esse vestido e uso com praticamente tudo – tênis, sapato mais arrumadinho, tanto faz. Então gostei bastante da composição e não fugiu nada do que eu já uso no meu dia a dia.

 

Dia 2: vestido florido + mocassim combinando

Deixei-minha-mae-montar-meus-looks-por-5-dias-dia2

Comentários da minha mãe: Eu gosto muito desse vestido. Na verdade, tenho inveja dele e gostaria que fosse meu. Escolhi um sapato porque acho que um tênis não ia combinar com esse estilo. Queria um sapato vermelho, mas tu não tem.

 

O que eu achei: Acho esse vestido uns três centímetros mais curto do que deveria ser realmente – especialmente para o trabalho. Prefiro usar no inverno, com meia-calça, botas e cardigan. Mas ainda assim, gostei da composição de forma geral, mesmo com o sapato “ornando” com as estampas de flor.

 

Dia 3: tênis vermelho, saia de botões, camiseta com estampa “TOP”

Deixei-minha-mae-montar-meus-looks-por-5-dias-dia3

Comentários da minha mãe: que complicado, tu não tem nenhuma camiseta colorida! Gosto dessa saia, acho que ela veste bem. Também gosto dessa camiseta. E o tênis vermelho é o toque de cor do look. Escolhi essa combinação porque gosto de todas as peças.

 

O que eu achei: provavelmente eu nem teria pensado em usar esse AllStar com o look, porque eu uso pouco ele, mas gostei bastante de como ficou. Pra completar, eu amarraria uma camisa jeans ou xadrez na cintura. Gosto de ter uma terceira peça pra dar um ~tchans~.

 

Dia 4: okford colorido, saia com estampa discreta, regata branca e choker

Deixei-minha-mae-montar-meus-looks-por-5-dias-dia4

Comentários da minha mãe: queria muito que tu usasse essa saia, mas não sabia com o que combinar. Acho que fica bem com a regata branca. Pra completar, um desses colares grandes e um sapatinho.

 

O que eu achei: na verdade a mãe já estava pensando nessa saia faz tempo, mas não tinha encontrado nada pra combinar. Ela se saiu bem com a regatinha branca – e surpreendeu pedindo que eu usasse a choker. Com a escolha do sapato que ela fez o look acabou ficando bem feminino. Curti.

 

Dia 5: saia preta, camiseta branca, chinelo slide

Deixei-minha-mae-montar-meus-looks-por-5-dias-dia5

Comentários da minha mãe: não sei porque escolhi esse look, mas gosto dessa camiseta. Se estivesse mais fresquinho, escolheria uma calça jeans.

 

O que eu achei: desde o início do projeto minha mãe já falava que essa ia ser a camiseta de sexta-feira. Dito e feito. Eu gostei do look, mas não usaria dessa forma. Sou chata com essa coisa de ter texto na camiseta e no chinelo.

 

Resultado final:

 

E aí, o que acharam das escolhas da Dona Suzi? Eu achei que ela mandou muito bem, mas também senti que ela foi bem boazinha, escolhendo coisas que ela sabe que eu uso bastante. De acordo com ela, foi muito difícil esse desafio. “Se escolher roupa pra mim já é complicado, imagina pra outra pessoa!” – foi o que ela falou quando eu perguntei.

favoritos

O look favorito da minha mãe foi o de terça-feira, porque ela achou que mandou bem na combinação de vestido + sapato. Já eu curti mais o look de quinta, que foi quando ela sugeriu um acessório também. Amei a ousadia.

todos-looks

Ao longo da semana eu fui postando as fotos dos looks no meu Instagram e Facebook, e o que vi foram muitos elogios e pessoas querendo alugar minha mãe para escolher as suas roupas. Se isso não é um indicativo de sucesso, não sei o que é.

 

Coloquem as opiniões de vocês nos comentários. Se quiserem saber de onde é alguma das roupas, podem perguntar! Que venham os próximos projetos!

 

**** Agradecimentos: obrigada @joannadieter e @camilaherrmann pelas fotos diárias.

Sobre meu projeto para parar de gastar dinheiro

30 / 01/ 2017

 By Nicole Dias

É engraçado eu ter começado a escrever um blog sobre moda e estilo justamente quando eu, em paralelo, iniciei um projeto pessoal apelidado de “Pare de gastar, Nicole!” – com direito à exclamação, pra manter um tom bem imperativo. Como o nome sugere, a ideia é basicamente parar de gastar dinheiro. Fácil. Ou não.

 

Vou explicar melhor a minha relação com o consumo. Trata-se, na verdade, de uma coisa que preciso aprender a controlar melhor, a ter mais consciência.

 

Eu tenho mania de comprar coisas porque estão baratas, porque são bonitas ou porque um dia eu posso precisar. E daí acontecem lances como eu ter seis desodorantes na gaveta (sim, todos fechados e esperando pelo uso) ou comprar uma blusinha em algum lugar, por causa de um precinho camarada, e depois me dar conta que não tem nada a ver comigo.

 

Jordan-Belfort-Throws-Out-Money-The-Wolf-of-Wall-Street

 

Também sou cadastrada em uma porção de newsletters de lojas virtuais. A princípio a desculpa era que eu trabalho com internet e preciso saber como as marcas estão se comunicando e vendendo seus produtos. Mas no final das contas eu acabava clicando em tudo e, sim, comprando. A expressão “frete grátis” mexe mais comigo que a campainha indicando que o motoboy chegou com a pizza.

 

Aproveitei que um novo ano está apenas começando para cortar esse mal pela raiz e experimentar um jeito novo de lidar com o meu dinheiro.

 

Bom, já que estamos entre amigos, vou ser sincera. Na realidade, eu comecei o projeto oficialmente quando me dei conta que em um período de uma semana eu tinha comprado:

 

• um combo de shampoo + condicionador + creme de pentear
• uma caneca
• uma panela
• uma moldura pra quadro
• mais uma caneca
• um biquíni
• uma caixa pra guardar óculos

 

Com certeza essas coisas não eram prioridades máximas. Tudo foi comprado por causa daqueles motivos que já falei: posso precisar, ai que lindo, que preço ótimo. E, sim, frete grátis.

 

counting_money

 

No entanto, apesar dessa ideia de não comprar mais coisas, estabeleci algumas regras que tornam o projeto mais flexível – mas não menos útil. Minha intenção não é virar um desses caras que vivem um ano inteiro gastando apenas um dólar por dia. O que eu quero é comprar o que estou precisando realmente, de verdade, mesmo mesmo. E não uma caneca de 20 reais porque ela é engraçadinha.

 

As regras do projeto:

 

• gastar apenas com o estritamente necessário: transporte, contas, alimentação
• mas tá liberado viver normalmente (tipo tomar cervejinha hehehehe)
• presentes de aniversários e datas festivas são autorizados também
• reposição de produtos que acabaram pode (tipo acetona, etc)
• evitar compras parceladas e o uso do cartão de crédito
• não entrar no site do diabo, conhecido como AliExpress

 

Além dessas regrinhas, estou me descadastrando de tudo que é e-mail marketing que cai na minha caixa de entrada. Sai, tentação!

 

É claro que tudo vai acontecer gradualmente e com pequenas vitórias. Hoje, por exemplo, fui na farmácia para comprar três itens e saí de lá com… três itens. Nunca antes nesses meus 27 anos isso havia acontecido. Só de ter dado esse passo já me sinto mais confiante com os próximos meses.

 

Por quanto tempo esse projeto vai durar? Estou louca pra descobrir. E podem deixar que contarei tudo por aqui.

Bem-vindos ao FashioNick: um blog por onde andam as coisas legais

26 / 01/ 2017

 By Nicole Dias

Eu acompanho a Margot Magazine desde muito cedo, lá no comecinho. Navegava por todos os posts, acessava todos os blogs, frequentava todas as edições (lindas) do evento Margot Street – que inclusive recomendo muito. Até que nos últimos dias de 2016 surgiu o convite: Nicole, tu não quer fazer parte do nosso time?

 

Minha resposta poderia ser:
a) sim
b) óbvio, quero muito!
c) GURIA, quando começo?

 

Pensando bem, possivelmente eu respondi todas essas opções, no calor da hora e na felicidade de ter sido convidada para um projeto tão único e bacana. E eis que aqui estou.

 

É uma enorme responsabilidade assumir esse espaço depois do bonito trabalho feito no blog Save The Look pela ruiva granny azulada morena Tuani Mallmann, e espero atender expectativas e estar à altura da missão proposta.

 

Vamos aos trâmites das apresentações então. Eu sou a Nicole, tenho formação em jornalismo e trabalho faz bastante tempo com publicidade e marketing digital. Ou seja, passo o dia inteiro (e muitas noites também) navegando pelo maravilhoso mundo da internet.

blog-fashionick-nicole-dias

Sou uma apaixonada por coisas legais – e caçadora delas. Gosto de tudo um pouco e um pouco de tudo. Moda, maquiagem, comprinhas, decoração, gastronomia, cinema, viagens? Sim, manda mais!

 

É basicamente uma reunião dessas bacanices que o FashioNick promete ser. Tudo, claro, com a curadoria dessa louca canceriana de 27 anos, também conhecida como ~euzinha~.

 

Espero que vocês curtam, tanto quanto eu já estou curtindo fazer parte disso tudo.