Acessar versão desktop

MODA

ACESSÓRIO

BEAUTÉ

LIFESTYLE

BLOGS

MARGOT STREET

Sobre meu projeto para parar de gastar dinheiro

Instagram

30 / 01/ 2017: 

 By Nicole Dias

É engraçado eu ter começado a escrever um blog sobre moda e estilo justamente quando eu, em paralelo, iniciei um projeto pessoal apelidado de “Pare de gastar, Nicole!” – com direito à exclamação, pra manter um tom bem imperativo. Como o nome sugere, a ideia é basicamente parar de gastar dinheiro. Fácil. Ou não.

 

Vou explicar melhor a minha relação com o consumo. Trata-se, na verdade, de uma coisa que preciso aprender a controlar melhor, a ter mais consciência.

 

Eu tenho mania de comprar coisas porque estão baratas, porque são bonitas ou porque um dia eu posso precisar. E daí acontecem lances como eu ter seis desodorantes na gaveta (sim, todos fechados e esperando pelo uso) ou comprar uma blusinha em algum lugar, por causa de um precinho camarada, e depois me dar conta que não tem nada a ver comigo.

 

Jordan-Belfort-Throws-Out-Money-The-Wolf-of-Wall-Street

 

Também sou cadastrada em uma porção de newsletters de lojas virtuais. A princípio a desculpa era que eu trabalho com internet e preciso saber como as marcas estão se comunicando e vendendo seus produtos. Mas no final das contas eu acabava clicando em tudo e, sim, comprando. A expressão “frete grátis” mexe mais comigo que a campainha indicando que o motoboy chegou com a pizza.

 

Aproveitei que um novo ano está apenas começando para cortar esse mal pela raiz e experimentar um jeito novo de lidar com o meu dinheiro.

 

Bom, já que estamos entre amigos, vou ser sincera. Na realidade, eu comecei o projeto oficialmente quando me dei conta que em um período de uma semana eu tinha comprado:

 

• um combo de shampoo + condicionador + creme de pentear
• uma caneca
• uma panela
• uma moldura pra quadro
• mais uma caneca
• um biquíni
• uma caixa pra guardar óculos

 

Com certeza essas coisas não eram prioridades máximas. Tudo foi comprado por causa daqueles motivos que já falei: posso precisar, ai que lindo, que preço ótimo. E, sim, frete grátis.

 

counting_money

 

No entanto, apesar dessa ideia de não comprar mais coisas, estabeleci algumas regras que tornam o projeto mais flexível – mas não menos útil. Minha intenção não é virar um desses caras que vivem um ano inteiro gastando apenas um dólar por dia. O que eu quero é comprar o que estou precisando realmente, de verdade, mesmo mesmo. E não uma caneca de 20 reais porque ela é engraçadinha.

 

As regras do projeto:

 

• gastar apenas com o estritamente necessário: transporte, contas, alimentação
• mas tá liberado viver normalmente (tipo tomar cervejinha hehehehe)
• presentes de aniversários e datas festivas são autorizados também
• reposição de produtos que acabaram pode (tipo acetona, etc)
• evitar compras parceladas e o uso do cartão de crédito
• não entrar no site do diabo, conhecido como AliExpress

 

Além dessas regrinhas, estou me descadastrando de tudo que é e-mail marketing que cai na minha caixa de entrada. Sai, tentação!

 

É claro que tudo vai acontecer gradualmente e com pequenas vitórias. Hoje, por exemplo, fui na farmácia para comprar três itens e saí de lá com… três itens. Nunca antes nesses meus 27 anos isso havia acontecido. Só de ter dado esse passo já me sinto mais confiante com os próximos meses.

 

Por quanto tempo esse projeto vai durar? Estou louca pra descobrir. E podem deixar que contarei tudo por aqui.



SEJA NOSSA AMIGA!

FAÇA O CADASTRO NA TUA REVISTA DIGITAL FAVORITA E FIQUE POR DENTRO DE TODAS AS NOVIDADES E SORTEIOS!


Instagram

Comentários

1

Comente

Um comentário em “Sobre meu projeto para parar de gastar dinheiro”

  1. Camila disse:

    Amei teu post <3 Já passei por esse processo e sei como é difícil e como mexe com a nossa auto estima não poder gastar rios de dinheiro com roupas e afins. Duas coisas que mudaram minha relação com o consumo foram: ler e entender os conceitos de slow fashion e armário cápsula (O blog Teoria Criativa é ótimo no tema!) e ler o livro da Marie Kondo. Sei que teu foco não é apenas o consumo de roupas mas, pode acreditar, depois que tu começa a entender a diferença entre querer e precisar e também a pensar pra onde vão as coisas depois que tu descarta teu pensamento muda muito. Foco no projeto e boa sorte, Nic! Beijos

Você vai gostar também: