Acessar versão desktop

Passar um tempo sozinho é revigorante

Instagram

27 / 01/ 2017 em: 

 Margot na TPMNão Sou Obrigada ; By Bruna Schneider

Quem me conhece assim, só de vista, tende a achar que pelo fato de eu ser falante e trainee de comediante eu seja do tipo de pessoa que adora estar no meio do convívio social. Ou seja: que adora dar umas bandas por aí, sair, estar sempre rodeada de pessoas.

 

Mas não.

 

Eu trocaria tudo isso por um sábado chuvoso para eu vestir moletom, testar alguma nova receita, assistir Netflix, ler e dormir umas 22h. Seria meu sonho?

giphy (1)

O problema é quando eu sou obrigada a sair. Tenho pavor. Eu me esforço para ser socialmente agradável, mas lá no fundo eu estou pensando em como a minha cama é mais convidativa. Ficar em casa sozinha é tudo de bom.

 

Só que quando você é uma jovem de 24 anos, cheia de saúde e exalando energia – KKK – as pessoas entendem que você PRECISA sair. “Vá numa festa”, “Saia com seus amigos”, “Vá pegar um sol”, “Como assim faz um ano que você não fica de porre?” são algumas pérolas que surgem. E pior: há quem entenda que as pessoas que preferem ficar em casa e um pouco reclusas são egoístas, do tipo que se sentem tão superiores a ponto de não querer conviver com os outros.

giphy

Fui ler alguns artigos pelo vasto mundo que é a internet e encontrei um texto muito interessante que dizia que passar um tempo sozinho faz de você alguém melhor no convívio social. Me senti abraçada.

 

Alguns psicólogos afirmavam, no artigo, que algumas pessoas encontram mais energia estando sozinhas do que convivendo com outras pessoas e que passar um tempo sozinho é crucial.

 

A psicóloga Jennifer McCarroll explica, no texto, o seguinte:

 

“Os perfis introvertidos/extrovertidos são complicados pelo fato de que a maioria das pessoas não é 100% introvertida ou extrovertida. Então às vezes um extrovertido pode sentir uma grande necessidade de passar um tempo sozinho para processar algo e a maioria dos introvertidos é suscetível à solidão e precisa do tipo certo de conexão social para se sentir satisfeito e equilibrado”.

 

Passar um tempo sozinho significa se ouvir, se entender, se curtir. Por mais que possa soar egoísta, faz bem, é saudável. Ninguém é obrigado a ficar o tempo todo pegando sol, fazendo festas, rodeado pela torcida do Flamengo. Passar um tempo sozinho pode ser uma terapia.

 

Por isso, da próxima vez que se sentir obrigado a sair para cumprir agenda com seus amigos, aprenda a dizer não. Quem gostar de você de verdade irá entender o seu tempo e garantir que sempre haverão outras oportunidades.

Instagram

Comentários

0

Comente

Você vai gostar também: